Bahiatursa quer transformar o São João da Bahia em festa nacional Vai Bahia

sábado, 31 de março de 2018

Uma boa opção para quem vai passar o feriado da Semana Santa em Salvador é visitar o espaço 'Páscoa Luz', instalado até domingo (1º/4), na Alameda Express (3º piso) do Shopping da Bahia. Com apoio do Governo do Estado, por meio de secretarias como a do Turismo (Setur), o projeto reúne elementos lúdicos ao processo produtivo do chocolate.

Armazéns de vendas de bombons, palco para apresentações artísticas e uma árvore 'falante', que narra histórias da saga do cacau no sul da Bahia, fazem parte da instalação. Mas a principal atração é a Fábrica de Chocolate, estande no qual os visitantes podem conhecer como se produz o alimento derivado do cacau.

Em visita ao local, na noite de quarta-feira (28), o secretário do Turismo da Bahia, José Alves, lembrou que a produção de chocolate, do plantio e colheita do cacau à confecção dos bombons e tabletes, poderá ser vivenciada em toda sua magnitude na Rota do Chocolate, em implantação entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca, no sul da Bahia.

 "Lá o visitante poderá conhecer as grandes fazendas que produzem cacau e entrar em contato com um rico acervo que preserva toda a história do apogeu da cultura cacaueira na região", afirmou o secretário.

A ambientação deste, que é o primeiro roteiro temático da Bahia, está sendo executada a partir de uma parceria entre o Governo do Estado, por meio das secretarias do Turismo (Setur) e do Planejamento (Seplan), Prefeitura de Ilhéus e a Associação de Turismo de Ilhéus.

Repórter: Eduardo Bastos setur.ba.gov.br

sexta-feira, 9 de março de 2018

Suas águas escuras, rodeadas por um vasto areal branco, criam um contraste encantador, aguçado pelo azul do céu, de nuvens brancas, e os raios de sol. Uma aquarela da natureza.
A profundidade é de até cinco metros e sua coloração escura se deve à grande quantidade de minerais e micro-organismos presentes em toda a sua extensão. As dunas, formadas de areias trazidas pelo vento das praias de Itapuã e adjacências, foram cuidadosamente emolduradas pela cobertura vegetal, ao longo dos anos. A flora, exuberante, guarda raros exemplares de orquídeas em meio a frutíferas goiabeiras e cajueiros. Sinta-se à vontade para degustar estas maravilhas tropicais, verdadeiros presentes da natureza.
A Lagoa do Abaeté é resultado do represamento de antigos rios que corriam na região somado ao acúmulo de águas da chuva. Suas correntes de água não se misturam, propiciando variadas temperaturas em toda a sua extensão. O visitante agradece o mergulho refrescante enquanto relaxa, curtindo o tempero da Bahia.  Os mais de 18 mil m² de área preservada transformam o Parque da Lagoa do Abaeté em um dos maiores centros de lazer ecológico de todo o Nordeste. bahia.com.br/viverbahia
Entre os próximos dias 13 e 17 de março, será realizado em Salvador, pela primeira vez, o Fórum Social Mundial (FSM), que em 2018 chega a sua 13º edição. Marchas, assembleias e fazem parte da programação apoiada pelo Governo do Estado. A Casa Civil é a responsável pela articulação do apoio estadual ao evento, junto com a Secretaria de Relações Institucionais (Serin) e a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Para discutir detalhes do evento e ajustar demandas, uma reunião foi realizada nesta quarta-feira (7), na Governadoria, com a presença do governador Rui Costa e gestores estaduais.

“Como um Governo progressista e democrático, nós estamos apoiando e trabalhando ativamente para realização do FMS em Salvador. Por compreender a importância do evento, que mobiliza a sociedade civil organizada para a reflexão sobre causas humanitárias e de interesse público, o Governo da Bahia está cooperando na articulação e logística do evento, inclusive em ações de segurança e saúde”, afirmou o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

O Governo do Estado cederá espaços, equipamentos, alojamentos, alimentação, além de apoiar o evento com articulações com outras instituições, realizar o receptivo dos participantes no aeroporto e na rodoviária e fazer a transmissão ao vivo pelo Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB), através da TVE e da Rádio Educadora. São esperadas 80 mil pessoas, sendo 10 mil de fora do Brasil, vindas de 120 países, inclusive autoridades e lideranças internacionais. 

A estrutura do Governo do Estado para o evento envolve as secretarias de Cultura (Secult), Educação (SEC), Saúde, (Sesab) Desenvolvimento Rural (SDR), Agricultura (Seagri), Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Turismo (Setur), Política para as Mulheres (SPM), Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Ciências e Tecnologia (Secti), além da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Instituto Anísio Teixeira (IAT) e da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder). 

As Polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros e a Coordenação de Gestão de Segurança da Universidade Federal da Bahia (UFBA) estão construindo juntas o Plano de Segurança do evento. As atividades serão realizadas, principalmente, no Campus de Ondina da UFBA, mas acontecerão também em espaços geridos pelo Governo do Estado, como o Estádio de Pituaçu, Parque de Exposições, Parque São Bartolomeu, Concha Acústica, Biblioteca Central, Sala Walter da Silveira, palacete das Artes, Pelourinho, os centros Culturais de Alagados e Plataforma, Casa da Música, SDR, IART e Uneb.

As inscrições para o FSM 2018 podem ser feitas pelo site www.fsm2018.org. Com o tema “Resistir é Criar, Resistir é Transformar”, o evento abordará 19 eixos temáticos, sendo eles Ancestralidade, Terra e Territorialidade; Comunicação, Tecnologias e Mídias Livres; Culturas de Resistências; Democracias; Democratização da Economia; Desenvolvimento, Justiça Social e Ambiental; Direito à Cidade; Direitos Humanos; Educação e Ciência, para Emancipação e Soberania dos Povos; Feminismos e Luta das Mulheres; Futuro do FSM; LGBTQI+ e Diversidade de Gênero; Lutas Anticoloniais; Migrações; Mundo do Trabalho; Um Mundo sem Racismo, Intolerância e Xenofobia; Paz e Solidariedade; Povos Indígenas; e Vidas Negras Importam. setur.ba.gov.br 

quinta-feira, 1 de março de 2018

As relações históricas entre Brasil e Portugal tornam desnecessário justificar a proximidade entre os dois países, em vários setores. A participação da Bahia na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), contudo, aponta para o futuro dessa aproximação entre as duas sociedades. Desde quarta-feira (28) e até domingo (04), são realizadas ações visando ao estreitamento dos vínculos para o crescimento da atividade turística.

No ranking dos que mais visitam o Brasil, turistas portugueses ocupam a 5ª posição entre os países europeus. E o potencial para incremento é vasto, levando-se em conta ainda os mercados da Itália, Alemanha, França e Espanha. Por essa razão, a Secretaria do Turismo da Bahia/Bahiatursa divulga as 13 zonas turísticas ao trade da Europa.

Com o propósito de estreitar a relação com os profissionais do setor e fortalecer a marca da Bahia, o subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga, reuniu-se, nesta quinta-feira (1º), com dirigentes da TAP, entre os quais Albertina Martins, Vinci Airport e Embratur. “Discutimos um plano estratégico com o objetivo de ampliar o nosso fluxo turístico”, afirmou o subsecretário, ao término da reunião.

Desenhado para promover a diversidade de produtos turísticos, o estande da Bahia na BTL conta com a presença da equipe técnica da Bahiatursa e da diretora de Promoção, Regina Ahmed. Estão programadas reuniões com profissionais de turismo dos  mercados europeus emissores para a Bahia. Dentre as ações de ativação, o acarajé e a capoeira são âncoras para atração de visitantes e divulgação da cultura baiana.


Repórter: Lenilde Pacheco setur.ba.gov.br 

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Maior competição nacional de canoa havaiana em longa distância e sem revezamento, o II Desafio Yacht Salvador - Morro de São Paulo será realizado neste sábado (3). Cerca de 200 atletas da Bahia e de mais 10 estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Ceará, participam do evento, que tem apoio da Secretaria do Turismo do Estado (Setur).

Os competidores iniciarão a travessia da Baía de Todos-os-Santos às 7h, quando será dada a largada da prova, no Yacht Clube. Depois, o trajeto seguirá por mar aberto até a chegada ao arquipélago de Tinharé, onde está localizada a ilha de Morro de São Paulo.

O percurso de 60 quilômetros deve ser realizado em 6 horas e meia. A recepção dos participantes será realizada na Terceira Praia. A solenidade de premiação está prevista para 17h30, seguida pelo show da banda Diamba.

De acordo com a coordenação do II Desafio Yacht, atletas, familiares, amigos e equipes técnicas devem permanecer em Morro de São Paulo durante pelo menos três dias para desfrutar os atrativos da ilha.

Morro de São Paulo - Localidade turística do município de Cairu, na Costa do Dendê, Morro de São Paulo é dos destaques do turismo na Bahia. Além das belezas naturais e praias agradáveis, a ilha tem no turismo histórico-cultural um importante atrativo. Ícone do local, a Fortaleza do Morro de São Paulo foi restaurada e reaberta para acesso ao público no último dia 20 de janeiro.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1938, o monumento, datado do século XVII, foi edificado para evitar aproximação de embarcações inimigas, durante o período do Brasil Colônia.

Repórter: Ana Paula Cabral - setur.ba.gov.br
Festejada durante toda esta sexta-feira (2) com alvorada de fogos, doação de presentes e oferendas, a rainha das águas - Iemanjá - atrai devotos, baianos e turistas ao bairro do Rio Vermelho, em Salvador. Um roteiro festivo que se divide entre o espiritual e o profano faz a alegria de milhares de pessoas.

O movimento começou bem cedo, às 5h30, quando se formava fila de devotos conduzindo os presentes que, logo mais, após 15h, serão juntos conduzidos ao mar, num ritual que se repete há quase um século. De acordo com historiadores, a festa existe desde 1923.

Os principais hotéis do bairro estão cheios de turistas que vieram conhecer ou rever esta que é uma das principais manifestações com origem nas religiões de matriz africana, na capital da Bahia. O casal Sidney Coelho e Mônica Gonnet veio de Santa Catarina para conhecer a cidade e a festa. “Já sabíamos da fama da festa e estamos achando maravilhosa”, disse Mônica.

O casal de advogados Carlos Neto e Carolina Rocha veio de Fortaleza só para participar das comemorações à deusa do mar. “Acho impressionante estar neste espaço, na mesma energia das pessoas”, afirmou Neto, que, assim como a esposa, é iniciado em religião de matriz africana. “Vou voltar para casa mais apaixonada pela Bahia”, disse Carolina. “Nos casamos recentemente e viemos pedir para que a gente tenha uma vida feliz juntos”, revelou.

Havia também uma boa presença de estrangeiros entre a multidão. A estudante Lena Rothe, de 22 anos, veio sozinha de Dresden, Alemanha, para conhecer Salvador e a festa de Iemanjá. Na fila para entregar uma flor, ao lado de um amigo baiano, estava achando a festa “maravilhosa, surpreendente”.

Já o músico Franck Soube, de Bordeaux, França, é tão fascinado pela festa que participava dela pela 17ª vez. “Gosto de vir pela manhã, porque é mais espiritual. À tarde é outra festa, mais profana, mas eu gosto também”, afirmou. Pesquisador de ritmos baianos, ele está lançando o CD “Os Deuses Dançam”, no qual mostra seu olhar francês para a ancestralidade do Candomblé. Soube que ficará também para o Carnaval, quando desfilará com o afoxé Os Filhos de Korin Efan.

As cores branca e azul, correspondentes à deusa do mar, predominam nas vestes dos transeuntes do Rio Vermelho no dia de Iemanjá. Nas ruas e praças, artistas realizam performances, e blocos de ativistas desfilam, sempre em nome da rainha das águas.

Treinamento

Registros das celebrações à Rainha do Mar na Bahia datam de 1923, depois que pescadores, inconformados com um período de pouca fartura no mar, jogaram presentes nas águas para que a orixá revertesse a situação. Depois disso, a pesca foi abundante. A festa é organizada pela Colônia de Pesca do Rio Vermelho. No início da semana, seus integrantes, junto a pescadores de Itapuã, foram treinados para atender os turistas com qualidade pela equipe do ProqualiSetur, da Secretaria do Turismo do Estado da Bahia.

Repórter: Eduardo Bastos

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Restauração da Fortaleza de Morro de S. Paulo incrementa o turismo cultural

Com a presença do governador Rui Costa, a obra de restauração da Fortaleza de Morro de São Paulo, foi entregue à comunidade neste sábado (dia 20). A apresentação de grupos folclóricos animou a cerimônia em que o governador também foi homenageado com título de cidadão de Cairu.

Foram investidos R$ 14,4 milhões na restauração que ficou sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides), com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Governo da Bahia - por meio da Secretaria do Turismo e Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) -, assim como do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e empresários locais.

"A preservação de um dos mais importantes monumentos da História da Bahia representa o êxito de uma ampla parceira e a vitória da comunidade que muito contribuiu para a concretização do projeto", afirmou o secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

Turismo Cultural

O monumento restaurado contribui para o incremento do turismo cultural nesse importante destino de sol e mar, visitado por 300 mil turistas/ano, disse o secretário. "Além de melhorar a nossa competitividade, vale destacar que toda a obra teve base em princípios sustentáveis. À preservação do patrimônio e do meio-ambiente somam-se ações para qualificação profissional e oferta de serviços turísticos de elevado padrão de qualidade", resumiu.

O processo de restauro foi minucioso, com o objetivo de preservar a identidade do patrimônio datado do século XVII. A primeira etapa da obra contemplou a recuperação emergencial da muralha. Na etapa seguinte, foi feita a restauração do Corpo da Guarda e do Forte da Ponta. O espaço será usado como museu, terá exposições, espetáculos teatrais e eventos diversos.

Repórter: Lenilde Pacheco setur.ba.gov.br Fotos: Tatiana Azeviche

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

A singularidade da mais importante festa religiosa da Bahia, realizada desde o século XVIII, a Lavagem do Bonfim mais uma vez atraiu centenas de milhares de fiéis, baianos e turistas à Cidade Baixa, em Salvador, na manhã desta quinta-feira (dia 11). "Trata-se do grande destaque do ciclo de festas", saudou o secretário do Turismo da Bahia, José Alves. "Mobiliza os baianos e conquista turistas movidos pela fé ou interesse em melhor conhecer essa manifestação que congrega as matrizes religiosas católica e afrobrasileira".

Integrante da comitiva do governador Rui Costa, o secretário José Alves acompanhou o ato ecumênico realizado em frente à Igreja da Conceição da Praia. Logo após, seguiu em caminhada de 8 Km até a Basílica do Senhor do Bonfim.

Reconhecida como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a festa acontece no momento em que é expressiva a presença dos visitantes na capital baiana e elevadas as taxas de ocupação hoteleira. "A Lavagem do Bonfim é um relevante atrativo a mais. Demonstra a importância do turismo religioso na Bahia, razão pela qual ganha ênfase durante as ações promocionais realizadas, durante o ano inteiro, pela Setur/Bahiatursa, no Brasil e no exterior". 

Repórter: Lenilde Pacheco setur.ba.gov.br

domingo, 31 de dezembro de 2017

Festival Virada Salvador ainda terá shows gratuitos do Ilê, Bell, Jorge e Mateus, Marília Mendonça, Alok e Psirico. Festa acontece na Arena Daniela Mercury, na orla da Boca do Rio.

A tão esperada noite da virada na Arena Daniela Mercury, montada na orla da Boca do Rio, em Salvador, vai receber, neste domingo (31), shows gratuitos do Ilê Aiyê, Amanda Santiago, Bell Marques, Jorge e Mateus, Ivete Sangalo, Marília Mendonça, DJ Alok e Psirico.
Comandando a contagem regressiva para a virada do ano pela terceira vez,
Este será o último show de Ivete antes da parada para acompanhar os últimos meses de gravidez e nascimento das gêmeas.
Acho que esse Réveillon vai ser um dos mais especiais, pois vou estar na minha cidade com minha família, amigos e fãs. E isso não tem preço. Vai ser massa e eu estou preparadíssima para fazer um show bem lindo”, declarou Ivete.
O local do festival é fechado e os portões abrem às 15h neste domingo.
O público que acompanhar a virada do ano do Festival Virada Salvador vai conferir também os 15 minutos do show piromusical para receber 2018.
O público esperado para a noite da virada é de 700 mil pessoas, 30% a mais que no último ano.