Bahiatursa quer transformar o São João da Bahia em festa nacional Vai Bahia

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Prefeitos eleitos e reeleitos da Bahia podem somar esforços com o governo estadual para o fortalecimento da atividade turística em 13 zonas do Estado. A proposta de intensificar parcerias foi apresentada nesta terça-feira (6), pelo secretário estadual do Turismo, José Alves, durante o 5º Encontro de Prefeitos, no Hotel Vila Galé Maré, em Guarajuba, Camaçari.
Durante a reunião, o secretário encaminhou documento desejando êxito aos gestores municipais e colocou a Secretaria do Turismo da Bahia à disposição dos municípios para conduzir novos projetos. Ele mencionou o apoio institucional da Setur para a inclusão de novas cidades no mapa turístico do Brasil.
 “O evento é uma oportunidade para aproximação entre secretarias e órgãos do estado e municípios. A Bahia tem 117 municípios turísticos e uma série de outros lugares dotados de grande beleza. Queremos estabelecer parcerias e mostrar aos gestores o potencial do turismo para a geração de renda para a população. Queremos mostrar como oferecer aos visitantes a experiência de viver nossos atrativos”, registrou José Alves.
Dentre os destaques para ações em conjunto estão a qualificação dos trabalhadores e empresários do setor e o controle de qualidade de meios de hospedagem, dentre outros.
A Secretaria do Turismo do Estado (Setur) participa do Encontro de Prefeitos com uma equipe técnica apta a orientar os gestores municipais em relação aos requisitos do Ministério do Turismo para que um município seja incluído no mapa turístico.
Para João Lúcio Carneiro, prefeito eleito de Andaraí, o encontro é o primeiro contato com as instâncias governamentais. “No caso da Setur, há muito trabalho a fazer juntos, já que Andaraí possui grande potencial para o turismo”, contou.
 Palestra - No workshop Bahia de Oportunidades, o superintendente de Serviços Turísticos da Setur, Jorge Ávila, falou da importância do turismo na economia baiana: o setor é responsável por 7,5% do PIB da Bahia.

domingo, 4 de dezembro de 2016

O dia amanheceu turvo nebuloso cinzento neste domingo 4, deu uma chuva logo cedo, os que acreditam disseram: hoje ela vem é dia de Santa Bárbara. O calor foi tremendo mais a chuva com trovoada não veio.
A nossa repórter Jéssica Maria coitada sofreu um perrengue daqueles só para chegar sempre na frente, bebemos muito nessa caminhada mais em respeito a nossa gente em reverencia a santa só água, o calou não dissipava de forma alguma mais afinal isso é Bahia quem se importa com calor.

Santa Bárbara, para os católicos, e Iansã, para os candomblecistas, rainha dos raios, protetora dos bombeiros e adorada por milhares de fiéis, e os fiéis que formam uma grandiosa multidão vestidos de vermelho e branco como sempre promovem o grande destaque de toda festa.

 "Com a bênção de Oyá e as graças de Deus", dizia o padre Lázaro Muniz, que comandava a missa campal realizada no largo do Pelourinho, ao som de clarins, atabaques e o agogô
Entre um cântico e outro meio aos barulhos dos fogos de artifício homenageavam a santa. Devoto de Santa Bárbara e integrante da Irmandade dos Homens Pretos, ele contaram para a equipe do G1/BA que há 15 anos é responsável por badalar os sinos da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e pelos fogos. Quando o assunto é Iansã, Jaime faz questão de destacar. "Santa Bárbara é uma coisa e Iansã é outra. Uma foi degolada pelo pai e a outra é de origem africana do candomblé. É preciso separar as coisas, mas o que une as duas é a fé do povo, a fé alimenta", ressalta Jaime. Veja algumas fotos por: Jéssica Maria e Roque Medeiros - Vai Bahia.

Santa Bárbara foi, segundo a Tradição católica, uma jovem nascida na cidade de Nicomédia (na região da Bitínia), atual Izmit, Turquia nas margens do Mar de Mármara, isto nos fins do século III da Era cristã. A moça era a filha única de um rico e nobre habitante desta cidade do Império Romano chamado Dióscoro.
Por ser filha única e com receio de deixar a filha no meio da sociedade corrupta daquele tempo, Dióscoro decidiu fechá-la numa torre. Santa Bárbara na sua solidão, tinha a mata virgem como quintal, e questionava-se se de fato, tudo aquilo era criação dos ídolos que aprendera a cultuar com seus tutores naquela torre.
Por ser muito bela e, acima de tudo, rica, não lhe faltavam pretendentes para casamentos, mas Bárbara não aceitava nenhum.
Desconcertado diante da cidade, Dióscoro estava convencido que as "desfeitas" da filha justificavam-se pelo fato dela ter ficado trancada muitos anos na torre. Então, ele permitiu que ela fosse conhecer a cidade; durante essa visita ela teve contato com cristãos, que lhe contaram sobre os ensinamentos de Jesus sobre o mistério da união da Santíssima Trindade. Pouco tempo depois, um padre vindo de Alexandria a batizou.
Em certa ocasião, seu pai "decidiu construir uma casa de banho com duas janelas para Bárbara. Todavia, dias mais tarde, ele viu-se obrigado a fazer uma longa viagem. Enquanto Dióscoro viajava, Barbara ordenou a construção de uma terceira janela na torre, visto que a casa de banho ficara na torre. Além disso, ela esculpira uma cruz sobre a fonte".
O seu pai Dióscoro, quando voltou, "reparou que a torre onde tinha trancado a filha tinha agora três janelas em vez das duas que ele mandara abrir. Ao perguntar à filha o porquê das três janelas, ela explicou-lhe que isso era o símbolo da sua nova Fé. Este fato deixou o pai furioso, pois ela se recusava a seguir a Religião da Roma Antiga.

Sentença de Morte

A tortura de Santa Bárbara
Debaixo de um impulso e fúria, e obedecendo a suas tradições romanas, Dióscoro denunciou a própria filha ao prefeito Martiniano que a mandou torturar numa tentativa de a fazer renunciar sua fé, fato que não aconteceu. Assim, Márcio condenou-a à morte por degolação".
Durante sua tortura em praça pública, uma jovem cristã de nome Juliana denunciou os nomes dos carrascos, e imediatamente foi presa e entregue à morte juntamente com Bárbara.
Ambas foram levadas pelas ruas de Nicomédia por entre os gritos de raiva da multidão. Bárbara teve os "seios cortados, depois foi conduzida para fora da cidade onde o seu próprio pai a executou, degolando-a. Quando a cabeça de Bárbara rolou pelo chão, um imenso trovão estrondou pelos ares fazendo tremer os céus. Um relâmpago flamejou pelos ares e atravessando o céu fez cair por terra o corpo sem vida de Dióscoro.

Atribuições de Santa Bárbara

Depois deste acontecimento contado nesta lenda, Santa Bárbara passou a ser conhecida como "protectora contra os relâmpagos e tempestades" e é considerada a Padroeira dos artilheiros, dos mineiros e de todos quantos trabalham com fogo.
Oração à Santa Bárbara
Santa Bárbara, que sois mais forte que as torres das fortalezas e a violência dos furacões, fazei que os raios não me atinjam, os trovões não me assustem e o troar dos canhões não me abalem a coragem e a bravura. Ficai sempre ao meu lado para que possa enfrentar de fronte erguida e rosto sereno todas as tempestades e batalhas de minha vida, para que, vencedor de todas as lutas, com a consciência do dever cumprido, possa agradecer a vós, minha protetora, e render graças a Deus, criador do céu, da terra e da natureza: este Deus que tem poder de dominar o furor das tempestades e abrandar a crueldade das guerras.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Já aconteceu no último sábado (19) no Wet’n Wild, Paralela, em Salvador, À República do Reggae edição 13. 2016. Foram 12 horas de música sem intervalo, Dois palcos, o público pode curtir o Reggae na sua melhor essência, outras atrações como Ponto de Equilíbrio, Siddy Ranks, Israel Vibration, Koko Dembélé, Mato Seco, Culture, Adão Negro e Edy Vox. Compuseram a festa.

Entretanto o show mais esperado da noite na República foi atestado pela participação em massa sem dúvida a exibição do grande cantor, considerado o Rei do Reggae do Brasil Edson Gomes e Banda Cão de Raça, que a cada música cantada o público também cantava em uma só voz, foi emocionante, com um repertório de grandes sucessos entre: Árvore, Malandrinha e outros, trouxe mais uma vez a República as suas fortes mensagens, e estava lá dividindo o mesmo palco, à equipe Vai Bahia destacou e parabeniza Nédson Augusto esse grande músico entre os mais novos Regueiro do País considerado um dos maiores músicos que temos no interior, Recôncavo baiano dessa vez tocando órgão e fazendo Backing vocal. Nesta oportunidade desejamos para sua vida o sucesso que almeja!

Sem duvida o evento mais esperado do ano pelos amantes do reggae não foi um dos melhores. Embora o Reggae transmitam mensagens de paz e consolidação de pura harmonia, o festival deste ano foi acometido de muita violência, mais por tantos quanto promoveram a paz parabenizamos, e aqueles que vieram de outros continentes seja bem vindos sempre a Salvador, a Bahia te agradece!!! 

sábado, 12 de novembro de 2016

O desfile do Terno do Silêncio, a partir da meia-noite, abre a programação, neste domingo (13), de uma das manifestações populares mais antigas da Bahia. A Festa de Nossa Senhora D’Ajuda, no município de Cachoeira (109 quilômetros de Salvador), entretém moradores e visitantes da cidade, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Nesse mesmo dia, às 10 horas, ocorre a Lavagem do adro da Capela de Nossa Senhora D'Ajuda, com baianas tipicamente trajadas. Tríduos, missas e procissão também fazem parte da programação da festa, que acontece em homenagem à padroeira da primeira capela construída na cidade. Além dos atos religiosos, ainda há desfile de fantasias, charangas e samba de roda.
A Festa de Nossa Senhora D’Ajuda segue até terça-feira (dia 22) e tem seu ponto alto nos dias 19/11 (sábado), quando acontece a missa festiva, às 19h30, seguida de procissão, com a imagem de Nossa Senhora D’Ajuda pelo centro histórico de Cachoeira, e no dia 20/11 (domingo), com a saída do Terno da Alvorada, às 5 horas.
Os dois dias levam às ruas cerca de 10 mil pessoas. Além dos tradicionais pierrôs e cabeçorras, os mandus estão entre as figuras mais aguardadas do desfile, com uma vestimenta formada por um cabo de vassoura atravessado nas costas, um paletó velho, um lençol amarrado da cintura à cabeça, além de anáguas e uma peneira. Não faltam fantasias mais atuais, a depender da imaginação e irreverência de quem sai às ruas.
Movimentação - De acordo com os organizadores, a festa atrai visitantes de Salvador e de cidades circunvizinhas, além de turistas estrangeiros, pesquisadores e estudantes. O fluxo de visitantes movimenta a economia do município, principalmente hotéis, pousadas, restaurantes, bares e trabalhadores informais. A expectativa de Daniel Santana, proprietário da Pousada Pai Thomaz, que tem 13 apartamentos, é de boa ocupação para os dias do ponto alto da festa. “Já temos sete reservas confirmadas até agora. Acredito que, com a divulgação da programação, até lá vamos ter muitos hóspedes chegando. Tem gente que conhece a festa e volta, e tem gente que ouviu falar e quer conhecer’, diz. 
Para o mesmo período, o Cachoeira Apart Hotel já está com oito dos 19 apartamentos reservados. Josevaldo Oliveira, gerente do estabelecimento, acredita também num aumento das reservas nos próximos dias. “A cidade fica bem movimentada. Vem muita gente de cidades vizinhas e de Salvador”, destaca, acrescentando que o fluxo de pessoas incrementa o comércio de bares e restaurantes. Com comércio de comidas caseiras e típicas como sarapatel, feijoada e a tradicional maniçoba, o Restaurante Maktub aposta nos dois dias para um aumento de 25% nas vendas.
Programação – Com a expectativa de atrair cerca de cinco mil pessoas por dia, o desfile dos ternos segue até o fim da festa. No dia 15/11 (terça-feira) é a vez do Terno das Crianças. Na quarta-feira (16/11), o Terno do Acarajé. É nesse dia que também tem início o tríduo em louvor a Nossa Senhora D'Ajuda, que segue até sexta-feira (18). O encerramento dos festejos é no dia 22/11, com o Terno da Saudade. 
A Festa D’Ajuda foi criada por senhores de engenho que habitavam a cidade, para agradecer à padroeira a farta colheita de cana de açúcar. Com o tempo, a festa ganhou a participação dos escravos, que acrescentaram ao evento elementos da sua cultura. A manifestação religiosa é organizada pela irmandade de Nossa Senhora D’Ajuda.Repórter: Marilena Neco/setur.ba

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Publico lotou o cinema Rio Branco em Nazaré /BA na noite desta terça-feira 1 de novembro de 16 para prestigiar um belo concurso e a passagem dos seus 10 anos de Pérolas Negras de Nazaré das Farinhas

Seu criador e produtor Adão Andrade pareceu muito feliz como viu a casa cheia, produção meteu dança com muita acrobacia para distrair o seu público, entretanto o público retribuiu com longos aplausos, embora os resultados do júri não tenha agradado a todos, mais como se vê em outros concursos sempre as mesmas coisas e isso nunca vão mudar, 

Para nós que faremos parte do Vai Bahia e temos como prioridade em publicar a cultura e a arte, admiramos a irreverencia social com estilo social. Mais lamentamos os modos excessivos em seu protesto, em suas comemorações.

O espetáculo foi lindo entre Pérolas Negras e Multirraciais,sorrisos e abraços fecharam a noite, parabéns juventude. Veja algumas fotos desse show.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Em viagem à França para buscar novos investimentos para a Bahia, o governador Rui Costa participou nesta sexta-feira (28), do Salon du Chocolat Paris (Salão de Chocolate Paris), evento que busca estabelecer a ligação entre os diferentes segmentos da cadeia produtiva do cacau e chocolate. Rui foi recebido pelo presidente do Salão, François Jeantet, e juntos percorreram as instalações do centro de exposições de Porte de Varsailles. Na ocasião, o governador autorizou a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a destinar R$ 10 milhões do edital de fruticultura do Bahia Produtiva, especificamente, para projetos da cultura do cacau.

Durante sua passagem pelo Salão, Rui visitou os estandes dos chocolates da Bahia, Mendoá e Amma, conversou com os produtores e conheceu empresas francesas que usam amêndoas baianas para produção dos chocolates europeus. Rui disse que ficou bastante satisfeito com a grandiosidade do evento. “São muitas pessoas circulando por aqui. Aproveitei a oportunidade e convidei os chocolateiros franceses para visitar Ilhéus e ver de perto a nossa produção”.

Rui participou do evento a convite dos expositores brasileiros. Trata-se de uma oportunidade para que a Bahia, principal referência para a produção de cacau do Brasil, possa apresentar todo seu potencial para fabricação de produtos da cadeia do chocolate. Em 2012, Salvador sediou uma edição do evento que é promovido em diferentes países e continentes.

O produtor de cacau brasileiro, Marco Lessa, que também acompanhou a agenda do governador em Paris, destacou a importância desse trabalho na Europa. “Essa missão foi estratégica e fundamental. Demonstra o interesse do governo em reposicionar a Bahia no segmento do cacau. São 250 anos produzindo cacau na Bahia, passamos por uma crise e é necessária a retomada desse crescimento, a partir da verticalização da produção”.

Atração de turistas

As ações de divulgação da Bahia foram feitas no Salão pela Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) e a Bahiatursa. “Pudemos perceber o quanto a Bahia é forte na produção de amêndoas. Esse evento ajuda a facilitar a venda do destino turístico. É uma oportunidade de mostrar para os turistas a nossa praia, nossa gastronomia e cultura. Ano que vem devemos ampliar ainda mais a nossa presença aqui para fazermos ainda mais negócios”, explicou o secretário estadual de Turismo, José Alves, que integra a comitiva do Governo da Bahia em Paris.

Além dos pontos turísticos, os produtos da agricultura familiar da Bahia também foram divulgados no Salão do Chocolate, com uma ação da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR). “Essa é uma grande oportunidade para a Bahia referendar os avanços que ocorreram na região nos últimos anos. O estado é um exemplo para o mundo no segmento do cacau. Com a autorização do governador de colocarmos R$ 10 milhões na cultura do cacau, vamos avançar no processo de pós colheita e melhoramento da renda”, contou o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro.

A visita ao Salão nesta sexta-feira (28) foi o último compromisso do governador Rui Costa em Paris. A agenda começou na quarta-feira (26), quando Rui almoçou com empresários da cadeia do cacau e discutiu ações relacionadas ao setor. No mesmo dia, o governador participou de um encontro com representantes dos trades turísticos baiano e francês.

Na quinta-feira (27), Rui se reuniu com empresários franceses e anunciou a captação de 470 mil euros que serão aplicados em estudos para instalação de teleféricos ligando bairros de Salvador às estações de metrô. Integraram a comitiva do Governo da Bahia em Paris o secretário estadual de Turismo, José Alves, o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Jeandro Ribeiro, e o diretor de Promoção Nacional e Internacional da Bahiatursa, Celso Cotrim.

Fonte: Secom

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Um dos maiores festivais de música do Brasil já tem data marcada. O Festival de Verão de Salvador 2016 acontecerá nos dias 10 e 11 de dezembro com o tema “Nada Será Como Antes”.
Haverá mudança no local do evento: a 18ª do Festival de Verão vai ocorrer na Arena Fonte Nova, Salvador – Bahia.
Outra novidade do Festival de Verão 2016 são as áreas disponíveis. O público poderá optar pelos setores: Espaço Mix, Espaço Vibe e Lounge Fly (com serviço open bar).
Até o momento, grandes atrações já foram confirmadas na programação do Festival de Verão de Salvador 2016. Entre elas, Ivete Sangalo que já participou de todas as edições do Festival de Verão. Outros nomes que fazem parte da programação do evento são Natiruts, Planet Hemp, Saulo, Nando Reis e Luan Santana.
No primeiro dia, sábado, as apresentações e os estilos musicais que devem predominar são o pop, reggae e o rock. Já para o domingo, o foco será no sertanejo e no axé.
Segundo os organizadores do evento, a nova localização deve facilitar o acesso por contar com mais opções de metrô e ônibus. Quem pretende ir de carro também será beneficiado pois o estacionamento contará com um maior número de vagas. A previsão é que a abertura dos portões aconteça às 14:00. confiramais.com.br

domingo, 16 de outubro de 2016

Os maiores sucessos de Tim Maia e Jorge Ben embalaram a última noite do 18º Festival de Lençóis, na Chapada Diamantina. O ‘Baile do Bem’ colocou Sandra de Sá, Sérgio Loroza e Negra Li no mesmo palco e empolgou a multidão na praça Horácio de Matos. Cerca de 10 mil pessoas assistiram ao principal show do evento, que manteve o retrospecto positivo de ausência de ocorrências de violência.

O clima de tranquilidade prevaleceu ao longo de toda a noite de sábado (15), quando também se apresentaram a cantora baiana Ju Moraes e as bandas locais Família Grão de Luz e Griô e Zion. No palco principal, também passaram Mart'Nália e Russo Passapusso, entre outras atrações locais. O Festival de Lençóis tem o patrocínio do Governo do Estado e, por mais um ano, garantiu 100% da ocupação hoteleira da cidade, movimentando a economia da região. 

O evento teve abertura na quinta-feira (13), quando o Governo lançou a edição deste ano do programa Bahia sem Fogo, que busca fortalecer e promover ações de combate aos incêndios florestais na Bahia. Na ocasião, o secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, anunciou o monitoramento aéreo de focos de incêndios (helicópteros e aviões) na região da Chapada Diamantina.

Galeria de Fotos  secom.ba.gov.br

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Público poderá conferir atrações nos dias do evento, de 13 a 16 de outubro.
Balé Teatro Castro Alves fará performances no 2° dia da Festa Literária.

(Foto; Fabio Bouzas-Divulgação)
A 6ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) contará, além das mesas literárias e de atividades para crianças, na Fliquinha, com uma programação cultural que terá música, sarau, oficinas e dança durante os dias do evento, que será realizado de 13 a 16 de outubro.
Antes da abertura da Flica, na quinta-feira (13), das 9h às 11h, será realizado no Espaço Educar para Transformar, o "Sarau do Concurso Festa Literária na Rede Estadual: 169 anos de Castro Alves", com a participação dos estudantes vencedores do concurso, que teve 121 obras inscritas em diversos gêneros literários como poesia, prosa, carta e cordel.
No mesmo espaço, de quinta a sábado, haverá a oficina "Retratos Estudantis", onde os participantes podem customizar camisas através da técnica de serigrafia. O professor e artista plástico Ives Quaglia fará a supervisão da oficina.
Montada na praça da orla estará uma das novidades desta edição: a Feira de Economia Solidária, onde 60 empreendedores sociais deCachoeira e entorno poderão comercializar produtos próprios em 30 tendas que serão disponibilizadas.
Na abertura da Flica, na quinta-feira, às 15h, será apresentado ao público o "Mapa da Palavra", composto por diversas ações, como o site e quatro publicações, que terão dois mil exemplares serão distribuídos gratuitamente.
Entre os objetivos do Mapa da Palavra estão: identificar artistas da palavra nos 27 territórios de identidade do estado, realizar um diagnóstico do setor literário, além de difundir produções de autores baianos.
Na sexta-feira (14), das 8h às 12h e das 14h às 18h, o poeta, escritor e professor Anderson Shon ministra a oficina "O Fantástico Mundo da Leitura" no auditório Hansen Bahia.
Ainda na sexta-feira, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) faz performances do espetáculo "Voyeur do Movimento" às 17h, na Escadaria da Câmara de Cachoeira. No mesmo horário, só que no Espaço Educar para Transformar, serão lançados livros de escritores baianos: Luís Carlos Assis Rosa, Lita Passos e Rosana Almeida.
Cine Theatro Cachoeirano, onde ocorre a Fliquinha (Foto: Camila Souza/GOVBA)Cine Theatro Cachoeirano, onde ocorre a Fliquinha
(Foto: Camila Souza/GOVBA)
No sábado (15), das 18h às 19h30, o público poderá conferir o projeto "O Violão e a Palavra", com a participação do secretário Jorge Portugal e do cantor, compositor e pesquisador da música baiana, Roberto Mendes. Os dois falarão dos meios de composição da música popular, das métricas à melodia, com mediação do filósofo e professor Saulo Matias Dourado. O encontro será realizado na Escadaria da Câmara de Cachoeira.
Na Biblioteca Móvel, com acervo de mais de mil livros, serão realizadas atividades de leituras, "contação" de histórias, palhaços, oficinas de recicláveis, peças teatrais e saraus literários. Entre as atrações, "Cabriola Cia de Teatro" e João Lima com o "Circo de Um Homem Só". O ônibus, transformado em biblioteca, estará estacionado em frente a Fliquinha – que acontece no Cine Theatro Cachoeirano -, de sexta-feira (14) até o domingo (16) pela manhã.
A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) também estará presente na Flica, no Espaço Educar para Transformar, de quinta a sábado, para promover o lançamento e divulgação dos livros "Mãe Stella de Oxóssi - Estrela nossa, a mais singela", do historiador Marcos Santana; "Meu Caminhar, Meu Viver", da Makota Valdina Pinto; "Pretinha de Ébano" e "A fada Dia e duende Mante", da pedagoga Kalypsa Britto; "Xangô e Thémis", do advogado e militante do movimento negro Sérgio São Bernardo; "Equede - A mãe de todos", da religiosa Gersonice Azevedo Brandão, a equede Sinha; "Diáspora e ancestralidade"” do historiador Fábio Lima; dentre outras publicações que tratam de temas associados às questões étnico-raciais.
O evento terá ainda um espaço intitulado "Território Flica", onde também serão realizadas atividades da criançada como Cine Fliquinha e Bate-papo musical com Carlinhos Brown, além de uma oficina. O Caminhã Educativo também estará disponível ao público no "Terrirório".
Roberto Mendes faz show no Café-Teatro Rubi, em Salvador (Foto: Adenor Gondim/ Divulgação)Roberto Mendes participa do encontro 'Violão e a
Palavra' (Foto: Adenor Gondim/ Divulgação)
Programação Cultural
Quinta-feira 13/10
8h às 12h e das 14h às 18h - Escolas Culturais – Stand
Sexta-feira 14/10
8h às 12h e das 14h às 18h - Fantástico Mundo da Leitura - Auditório Hansen Bahia
9h - Biblioteca Móvel – Em frente a Fliquinha (Cine Theatro Cachoeirano)
17h - Balé Teatro Castro Alves com performances "Voyeur do Movimento"
17h - Lançamento de Livros - Espaço Educar para Transformar/Conversas Íntimas: um convite ao prazer – Luís Carlos Assis Rosa /Olhos D´agua - Lita Passos/ Dor de Facão e Brevidades - Rosana Almeida
Sábado 15/10
9h - Escolas Culturais – Stand
9h - Biblioteca Móvel – Em frente a Fliquinha (Cine Theatro Cachoeirano)
18h - Violão e a Palavra - Conversa cantada com Jorge Portugal e Roberto Mendes
Domingo 16/10 
9h - Biblioteca Móvel – Em frente a Fliquinha (Cine Theatro Cachoeirano)
Serviço "Território Flica"
De quinta a sábado, das 9h às 16h - Caminhão Educativo
Quinta, das 13h às 17h / Sexta e sábado, das 9h30 às 12h30 e das 14h às 17h
Quinta, a partir das 16h30 - Cine Fliquinha (integra programação da Fliquinha)
Sexta, a partir das 16h30 - Bate-papo musical com Carlinhos Brown (integra programação da Fliquinha)
Sábado, das 8h às 12h e das 14h às 18h - Oficina de Stop Motion. Do G1 BA