Bahiatursa quer transformar o São João da Bahia em festa nacional Vai Bahia

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Santa de Casa tem público fiel 

Com um repertório diversificado incluindo músicas de autoria própria, a cantora Anna Catarina, de 16 anos, reuniu uma multidão na Feira de Caxixis, em Nazaré, na noite de sábado, 20.
Anna reside em Nazaré, canta desde os 4 anos de idade e já gravou 3 CDs. Seu hit de momento é “Eu Acreditei”, que já é executada em sons de carros em várias cidades do Recôncavo baiano. “É bom demais, não tem como não se emocionar, e ver todo mundo cantando não tem nada igual, não tem preço”, disse Anna.
Durante o show a jovem cantora interagiu com a multidão, que lotou a Arena Caxixis para acompanhar sua apresentação, agradeceu ao público presente, agradeceu a sua família pelo apoio e divulgou sua agenda de shows que está lotada para os próximos meses.
Muitos nazarenos se emocionaram ao ver a desenvoltura e o crescimento de Anna, a exemplo de Carlinha Fernandes. “Quando vi aquele ônibus com as fotos dela e aquele monte de gente querendo autógrafo não [tive como não me arrepiar], fui pra frente do palco… só não chorei porque tive que sair correndo pra trabalhar… Já era a hora dessa gatinha ter o espaço dela respeitado”, disse a nazarena Carlinha no Facebook de Ana.
Ao chegar no local do evento Anna atendeu, dentro de seu ônibus, todos os seus fãs e depois do show ainda pousou pra fotos. 
Texto - Hélio Alves -Tribuna do Recôncavo

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Festival do Descobrimento contribui para ocupação de 93% em hotéis de Porto Seguro


Uma intensa programação cultural e artística marca as comemorações dos 519 anos do Descobrimento do Brasil, em Porto Seguro, no Sul da Bahia, a partir desta quinta-feira (18), com eventos que seguem até o dia 22 de abril. Como coincide com o feriadão da Semana Santa, a expectativa é de um fluxo ainda maior de turistas. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-BA) no Extremo Sul, a ocupação hoteleira deve alcançar 93%.

A terceira edição do Festival Cultural do Descobrimento – Semana do Brasil promoverá na área da Cidade História uma série de atividades para o público adulto e infantil. Estão programados espetáculos de som e luz, atrações musicais, Cozinha-show, com aulas para adultos e crianças, e diversas atrações culturais.

No Espaço Curumim haverá brinquedos e oficinas de pipa, circo e pintura indígena para a criançada, que contará com o cinema Sesc. A programação do evento inclui também observação de aves, exposição de fotografias e atividades educativas no estande Aves à Vista, da empresa de celulose Veracel.

Para o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, celebrações como o Festival Cultural do Descobrimento contribuem para reduzir os efeitos da sazonalidade. “Promover um calendário regular de eventos é uma das estratégias para atrair turistas o ano inteiro", afirmou.

A participação da comunidade local e dos turistas no festival cresce a cada ano e fortalece o cenário histórico e cultural da cidade, observa o secretário do Turismo de Porto Seguro, Paulo César Magalhães.

Patrimônio - Localizada na zona turística Costa do Descobrimento, Porto Seguro foi cenário da chegada da esquadra portuguesa de Pedro Álvares Cabral ao país, em 22 de abril de 1500. O vilarejo que deu origem ao município foi fundado em 1535 e está tombado em quase sua totalidade como patrimônio histórico. Na Cidade Histórica estão monumentos como o Marco do Descobrimento, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Pena e o Museu do Descobrimento.

Repórter: Eduardo Bastos setur.ba.gov.br

terça-feira, 16 de abril de 2019

Para integrar o mapa turístico é preciso comprovar a existência de um órgão municipal de turismo.

A Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) realiza encontros com gestores municipais para discutir a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. O mapeamento realizado pelo Ministério do Turismo (MTur), com auxílio dos estados, reconhece o potencial turístico de destinos brasileiros e auxilia no desenvolvimento de políticas públicas para o setor, como promoção e investimentos. Atualmente, 150 cidades baianas estão mapeadas.

Nesta terça-feira (16), técnicos da Superintendência de Serviços Turísticos da Setur receberam representantes das zonas turísticas Caminhos do Sertão e Caminhos do Jiquiriçá, em Salvador. A pauta do encontro contempla benefícios e critérios para manutenção ou ingresso no Mapa do Turismo Brasileiro, que é atualizado a cada dois anos.

“Municípios com reconhecido potencial turístico estão um passo à frente para captação de investimentos públicos com recursos federais. Esta é uma das vantagens de integrar o mapa turístico do Ministério”, afirmou o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco.

A metodologia do Ministério do Turismo para inclusão no mapa é baseada no desempenho econômico da atividade turística na cidade. Prevê a análise de indicadores fornecidos pelos gestores, a exemplo do número de meios de hospedagem formalizados e inscritos no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos do MTur (Cadastur), e estimativas do fluxo turístico doméstico e internacional.

Para integrar o mapa turístico é preciso comprovar a existência de um órgão municipal de turismo, com dotação orçamentária para essa área. Outros aspectos fundamentais são conselho municipal de turismo em atividade e a assinatura de um termo de adesão ao Programa de Regionalização do Turismo. Prefeituras têm até 1º de julho para cadastrar os documentos no sistema do Ministério, disponível no site www.sistema.mapa.turismo.gov.br.

O trabalho prossegue nesta quinta-feira (18), na sede da Setur, com representantes das zonas turísticas Caminhos do Oeste, Caminhos do Sudoeste, Vale do São Francisco e Lagos e Cânions do São Francisco. Já receberam orientações os gestores da Baía de Todos-os-Santos, Chapada Diamantina e das costas dos Coqueiros, do Dendê, do Cacau, do Descobrimento e das Baleias.

 Repórter: Ana Paula Cabral setur.ba.gov.br

domingo, 7 de abril de 2019

Foto: Roque Medeiros
A jovem cantora  Ana Catarina, de apenas 16 anos, da cidade de Nazaré, vem conquistando o público e reunindo multidões em seus shows. Através da canção autoral “Eu Acreditei” e do arrocha ela tem aparecido como uma grande revelação baiana no cenário musical.  Ana canta desde os 4 anos, mas somente há 6 meses que caiu nas graças do público baiano.
Ela já gravou 3 CD’s e se destaca também no Instagram, onde possui milhares de seguidores e curtidas. A artista já está confirmada na Feira de Caxixis deste ano ““Estou muito feliz por estar participando desse evento maravilhoso que se repete ano após ano, quero agradecer a prefeita Nice por me dar essa oportunidade maravilhosa”, comentou.

Agenda de shows:
  • 20/04 – Nazaré
  • 30/04 – Simões Filho

  • 11/05 – Alagoinhas
  • 18/05 – Itabuna
  • 25/05 – Itaberaba

  • 15/06 –  Jequié
  • 13/07 – Camaçari
Contatos para shows:
  • (71) 9 9258-8888
  • (73) 9 9999-1211
Fonte -Tribuna do Recôncavo -por.  / 
O baiano do interior Jonathan Batista da Paz Silva 22 anos graduação azul sagrou-se Campeão na manhã deste domingo.
O jovem Jonathan é Ciclista Social e pratica o Jiu-jítsu  a penas 8 meses, na Academia GB Santa Rita  
Nazaré/BA
Prof. Nilson Almeida 
Faixa Preta.

Jiu-jítsu brasileiro ou BJJ é uma modalidade marcial, desenvolvido pela família Gracie, no início do século XX, que se tornou a forma mais difundida e praticada do "Jiu-jitsu brasileiro" no mundo, principalmente depois das primeiras edições dos torneios de artes marciais mistas, o UFC, nos idos da década de 1990.
Apesar do nome da modalidade ser "jiu-jitsu", na verdade, a modalidade não se aplica como o tradicional Ju-jutsu, foi desenvolvida como especialização e ênfase das técnicas de controle e luta no chão, ne waza e katame waza, e com menos ênfase às técnicas de luta executadas de pé, tate waza, das técnicas de judô, de Mitsuyo Maeda, representante direto do Instituto Kodokan. Por não serem o foco principal da modalidade, os golpes de ate waza e kansetsu waza, acabam tendo papel coadjuvante e/ou intermédio para a execução de um golpe final de submissão do adversário. O nome do estilo de luta da família Gracie permaneceu como jujutsu, porque na época em que os irmãos Carlos e Hélio Gracie, principalmente, finalizaram seu repertório, o nome "judô" ainda não era de uso comum mas Kodokan jujutsu.
O criador do estilo foi, em princípio, Carlos Gracie, que adaptou o judô com especial apreço à luta de solo, haja vista que seu porte físico punha-lhe em severa desvantagem contra adversários de maior porte. Partindo do princípio de que numa luta de solo, quando projeções ou mesmo chutes e socos não são eficientes, mas alavancas, sim, o porte físico dos contendores torna-se de menor importância. Nessa situação, aquele que tiver mais técnica possuirá consequentemente a vantagem.[7]
Se não foram originais em adaptar uma arte marcial provecta, haja vista que no Japão isso já há muito ocorrera com o aiquidô e o próprio judô, oriundos do Jiu-jitsu, com o caratê, oriundo do te-jutsu de Okinawa, ou mesmo no resto do mundo como o krav maga(Israel) ou a capoeira regional (Brasil), Carlos Gracie e depois Hélio Gracie foram originais em criar um paradigma que prima pela efetividade. Comprovado o seu sucesso em competições, o Jiu-jitsu brasileiro serviu de cerne do que viria a ser a modalidade artes marciais mistas.

domingo, 17 de março de 2019


Lenario da Silva Lessa, conhecido como O homem mais forte do mundo dentro d'água, com mais de 60 anos de idade vem desafiando as ordens naturais das coisas, e tem em pratica um esporte radical aquático, uma coisa que nunca viu ninguém fazer em volta do mundo, desta feita o ele se superou, puxando uma embarcação de médio porte como um saveiro de 16 toneladas fazendo questão de convidar varias pessoas, para vir abordo servindo de testemunha do seu honroso fato.

O evento realizado em 12 de fevereiro, mês dedicado a Iemanjá, também conhecida como "Rainha do Mar" Lessa diz que não é um evento de motivo religioso, más se tratando de respeito a natureza, todo homem que tem fé em Deus, sabe que é ele o protetor de todas as nações, entretanto abaixo de Deus, o sincretismo religioso considera Iemanjá naturalmente, como Rainha das águas/ Rainha do Mar,
E com o pretexto de comemorar o seu aniversário praticando o seu esporte predileto, Lessa convida pessoas para levar com ele flores para Iemanjá, o local destinado tem uma pequena gruta localizada a margem esquerda que fica à 3 km do porto da cidade de Jaguaripe, este ano Lessa superou suas expectativas e padeu seu novo Recording, 56 minutos. veja o vídeo no canal vaibahia.br

domingo, 3 de março de 2019

A cantora Joyce França, da cidade de Santo Antônio de Jesus, na Bahia, vivenciou um dos momentos mais importantes de sua carreira neste último sábado, dia 02. Ela cantou para mais de dois milhões de pessoas que acompanhavam em Recife, estado de Pernambuco, o bloco Galo da Madrugada.
Em entrevista ao Tribuna do Recôncavo, Joyce contou que foi uma experiência única em sua carreira. “Acho que todo artista sonha em participar de um evento de mais de dois milhões de pessoas, pela manhã foi energizante, mas a tarde foi surpreendente”, disse.
Essa ligação de Joyce com Pernambuco começou em outubro de 2018, quando a convite de Cristina Amaral ela participou de um show beneficente em Recife, um projeto que teve como finalidade arrecadar doações para o Projeto Sertânia sem Fome e Lar Fraterno Vovó Cavendish. Em fevereiro deste ano Joyce retornou ao estado de Pernambuco para gravar seu clipe.
“Fiquei muito feliz em trazer pela terceira vez para o estado de Pernambuco a minha arte e minha cultura, antes para cantar forró, e dessa vez para cantar frevo, um estilo muito próximo do forró. Também estou muito feliz pelo reconhecimento desses meus 16 anos de estrada, eu estou realizada, acho que foi o momento mais marcante da minha carreira, principalmente por ser no Nordeste, por ser um povo humilde, um povo bom, um povo que vive a cultura a flor da pele, foi uma das melhores experiência em toda a minha vida”.
Joyce cantou no Trio de Nádia Maia o circuito inteiro, das 11:30 às 18h. “Eu não parei, foi mágico, é inexplicável a experiência de cantar no Galo da Madrugada, o maior bloco do mundo”.
AGRADECIMENTOS:
Joyce agradeceu a Nádia Maia pelo convite. “Fiquei muito feliz com o convite da grande cantora Nádia Maia. Ela que pela 7ª vez sai no Galo e no meio de tantos artistas, me ESCOLHEU. Minha gratidão a Nádia”.
Agradeceu a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus, através da Secretaria de Cultura, por ter apoiado sua participação no Carnaval do Recife.
Também agradeceu aos pernambucanos pela acolhida e ao povo de SAJ por está sempre torcendo por seu sucesso.
Hélio Alves/ Tribuna do Recôncavo

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Setur e Conder preparam recadastramento de comerciantes da Feira de São Joaquim

Equipes da Secretaria Estadual do Turismo e da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder) reuniram-se, nesta quinta-feira (dia 31), para discutir o plano de trabalho para a 2ª etapa da requalificação da Feira de São Joaquim.

A reunião aconteceu na sede da Setur com a participação de uma comissão representativa dos comerciantes. Além de dar início ao planejamento de ações em conjunto, Setur e Conder esclareceram dúvidas dos feirantes e acolheram sugestões, visando atendê-los da melhor forma possível.

O ponto de partida para realização do trabalho é o recadastramento dos comerciantes, que começa a ser realizado no dia 5 de fevereiro e prossegue durante 30 dias. Este processo é simples e consiste na apresentação de documentos para comprovação do direito de uso, metragem do box ou banca, localização e atividade (comércio de carne, frutas, verduras etc).

A área destinada à 2ª etapa da requalificação de São Joaquim abriga cerca de 500 feirantes que estarão representados em nova reunião marcada para o dia 4, às 10h, no auditório da Conder. "O nosso diálogo com os comerciantes é importante para construção da unidade em torno do projeto e êxito na sua execução", afirmou o secretário do Turismo, José Alves.

Participaram o diretor de Projetos, Acompanhamento e Fiscalização da Setur, José Fernando Cunha de Oliveira; o assessor jurídico José Borba e a superintendente de Projetos da Conder, Juliana Melo, entre outros técnicos.


Repórter: Eduardo Bastos sutur.BA

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Maior navio de cruzeiro em operação no litoral brasileiro, o MSC Seaview atracou em Salvador na manhã desta terça-feira (15) trazendo turistas para conhecer as belezas naturais e o patrimônio histórico da capital baiana e destinos próximos como Praia do Forte e Ilha de Itaparica. Antes da capital, o navio esteve em Búzios (RJ) e no fim do dia seguirá para Ilhéus, na Costa do Cacau.

No desembarque, os visitantes puderam fazer fotos com uma baiana tipicamente trajada e receberam fitinhas do Bonfim com votos de boa estada em terras baianas. O receptivo especial é realizado pela Secretaria do Turismo/Bahiatursa durante toda a temporada de cruzeiros marítimos, de novembro a abril.

A paulista Lívia Higa foi uma das turistas que fez questão de ser fotografada com a baiana. Pela primeira vez em Salvador, ela viaja com o noivo Rafael Farilla e um casal de amigos. “Pesquisamos atrativos e vamos decidir entre a Barra e a Ilha de Itaparica”, explicou Rafael. Já Wilson Prado, amigo do casal, conhece outros destinos, a exemplo de Porto Seguro, mas pretende voltar à capital para uma visita de maior duração.

A poucos metros do Porto de Salvador, o Mercado Modelo é praticamente parada obrigatória para os cruzeiristas, como Juliana Grottone. Pela quarta vez na Bahia, a paulista também planejou visitar o Pelourinho e a Igreja do Bonfim e disse haver gostado da variedade e preços dos produtos comercializados no local.

Permissionária de um dos boxes do Mercado Modelo, especializado em rendas e bordados, Egídia Ribeiro comemora a movimentação promovida pelo turismo na alta estação. “A procura tem melhorado, e as pessoas estão mais confiantes e sentindo-se à vontade para comprar. A temporada de navios sempre contribui para o aumento nas vendas”, comemorou.

Temporada – Esta é a quinta passagem do Seaview por Salvador. A primeira foi no início de dezembro e marcou a estreia do navio, inaugurado em junho, em águas brasileiras. A previsão é de que, até o fim da temporada, o navio, com capacidade para 5.210 passageiros, atraque na capital mais cinco vezes.

O próximo destino do Seaview é Ilhéus, na manhã da quarta-feira (16). Será a segunda parada da nova embarcação da MSC Cruzeiros na terra de Jorge Amado. Outras quatro estão programadas até o dia 6 de março.

Segundo dados da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), estão previstas cerca de 70 escalas de navios na Bahia durante a temporada. São esperados mais de 240 mil turistas de cruzeiro em Salvador e Ilhéus. O incremento médio é de 7% em relação à temporada anterior.

O secretário Estadual do Turismo, José Alves, afirma que o governo tem contribuído para a estruturação do atendimento aos visitantes, elevando a competitividade da Bahia neste segmento. "Soma-se a inovação em opções de lazer, valorização do turismo cultural e étnico, assim como a gastronomia incomparável, que fortalecem ainda mais a atividade turística", assinalou.

Nesta quarta-feira (16) são esperados na capital baiana outros três navios: Viking Sun, MSC Fantasia e Costa Favolosa. Juntas, as embarcações comportam mais de 8,6 mil passageiros.

 Repórter: Ana Paula Cabral - setur.ba