Bahiatursa quer transformar o São João da Bahia em festa nacional Nazaré das Farinhas São João 2008 ~ Vai Bahia

quarta-feira, 18 de junho de 2008


XX FEIRA DA AMIZADE JUNINA EM NAZARÉ.

O Município de Nazaré, recôncavo da Bahia entre suas tradições, tem também a feira da amizade uma feira junina que já se tornou o maior encontro de paquera e chavequeiros da região, segundo os comentários de freqüentadores mais assíduos da tradicional feira, conta que tudo começou com 3 ou 4 barraquinhas institucionais que pedia doações produtos típicos juninos para serem vendidos a preço de amizade, tudo idéia de Dona Zizi, e os preços eram tão barato que até faltava troco e ficava para pagar na outra noite (dia seguinte) a idéia era arrecadar fundos para suas instituições.
A feira atraiu pessoas de outras cidades da redondera,
Além de vender mingau de milho verde, milho cozido, pamomha, bolo de fubá, de macaxeira, e outros, amendoim cozido, bala de jenipapo, e o tradicional licor, que era vendido em pequenas doses, os fabricantes e vendedores de licor com o intuito de atrair seus clientes, inventaram nomes fantasias muito curiosos, licor afrodisíaco, arriba a saia, viagra, pau nas coxas, etc.
A feirinha cresceu tanto, que hoje atraem milhares de pessoas do nordeste inteiro, na maioria são Adolescentes e jovens a procura de chaveco, dezenas de barracas são montadas em torno do centro cultural e espalhadas na praça da estação ferroviária, para proporcionar conforto e segurança as atrações culturais e musicais, e o povo, para tanto a secretaria de cultura monta um grande carramanchão para protejer das chuvas. Além do arrasta pé animado da tradicional feira da amizade, que esse ano comemora 20 anos de sua existência com concurso baiano de quadrilhas, muito forró, zaração, chavecos, paqueras, e beijoqueiros de plantão, Nazaré ainda faz o maior arrastão de alvorada junina do recôncavo baiano, a meia noite do dia 22, centenas de personalidades do bem cheio de bom umor, que se vestem a caráter para celebrar a chegada da noite de são joão com muitos fogos, licor, embalado ao som de um mini-trio percorre praças e ruas da cidade dando o famoso grito de viva São João, e já existem até trofeu e prêmio para melhor fantasia. /testo e fotos de Roque Medeiros