Bahiatursa quer transformar o São João da Bahia em festa nacional Perto da Copa, Salvador vai ganhar 7 km de trecho de metrô após 14 anos ~ Vai Bahia

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Percurso da Lapa até Retiro é feito em 18 minutos; assista no vídeo do G1.
Tarifa unitária é de R$ 3,10, mais cara que a de São Paulo e a do Recife.

Ruan Melo Do G1 BA 
Metrô de Salvador irá começar a operar de graça no dia 11 de junho Foto; Ruan Melo-G1

Após 14 anos de obras, o metrô de Salvador tem dia, hora e trajeto definidos para início da operação. No dia 11 de junho, o sistema irá começar a "Operação Assistida", que consiste no funcionamento em fase experimental, com entrada gratuita e ainda sem funcionar com total capacidade. Durante esse período, quatro trens, com capacidade para 200 pessoas sentadas e 800 em pé, vão operar de segunda a sexta-feira, das 12h às 16h, no trecho Lapa - Brotas - Campo da Pólvora - Acesso Norte - Retiro.
O G1 acompanhou, na manhã desta quinta--feira (5), a visita do governador da Bahia, Jaques Wagner, às obras da Linha 1.

(Assista no vídeo ao lado a viagem no trecho Acesso Norte - Campo da Pólvora).
O percurso que será liberado no dia 11 de junho tem 7,3 km de extensão e é percorrido em 18 minutos, com 30 segundos de parada em cada estação. Somente com a "Operação Comercial", que será realizada a partir do mês de setembro, haverá integração com os terminais de ônibus. Nesse momento, haverá cobrança de tarifa de R$ 3,10 para passagem simples de metrô e R$ 3,90 com integração com os ônibus.
Para fazer uma comparação, em São Paulo, a passagem custa R$ 3 e o metrô tem 75,5 km de extensão. No Recife, o metrô tem 39,5 km e o preço da tarifa unitária é de R$ 1,60; já o valor da integração com ônibus custa entre R$ 2,25 e R$ 3,45.
"Durante a fase de operação assistida, não vamos carregar o trem com plena capacidade, apesar dele ter sido testado. Também durante essa operação, a velocidade não será a de projeto dele, de 80 km/h. Nessa fase, vamos operar com velocidade reduzida, de 40 km/h, para ter mais garantia, mais segurança e dar tempo de fazer todos ajustes finais e verificações da linha", explicou Harold Peter, presidente da Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR), responsável pelas obras do metrô na capital baiana.

metrô_salvador_04 (Foto: Ruan Melo/G1) 
Metrô é climatizado e tem capacidade para 200
pessoas sentadas e 800 em pé (Foto: Ruan Melo
/G1)

Segundo a CCR, ainda não foi definida como será a integração. "Isso está sendo negociado. Pode ser via Salvador Card, via bilhete separado. O que nós temos de informação, hoje, é que a tarifa de R$ 3,90 dá direito a dois ônibus e um metrô. Ou seja, a pessoa pode pegar um ônibus para chegar até o metrô, fazer o trajeto no metrô e depois completar o trajeto com mais uma passagem de ônibus", disse Harold Peter.
Com exceção da Estação do Retiro, que ainda está em conclusão, os demais terminais passam atualmente por "ajustes finos", de revitalização e limpeza. Segundo Harold Peter, no dia 11 de junho os passageiros irão embarcar normalmente da Lapa até o Acesso Norte. Somente para se completar o trecho e chegar ao Retiro haverá redução no número de viagens, que terão que ser programadas.
"Nem todas as viagens serão da Lapa até o Retiro. Até o final de junho, terão viagens programadas até o Retiro. Grande parte das pessoas vai somente até o Acesso Norte, até que se complete o trecho do Retiro. É seguro desembarcar lá [Retiro], mas faltam detalhes de acabamento e a gente quer terminar", aponta.
Acesso ao metrô
Os passageiros que pretendem usar o sistema de metrô podem ter acesso às cinco estações disponíveis de diferentes formas.

Confira abaixo os locais de entrada:
Para acesso à Estação da Lapa, o usuário deve ingressar unicamente pelo Terminal Rodoviário da Lapa;
Para acesso à Estação do Campo da Pólvora, deve ingressar pelos dois lados da Praça Dom Pedro II;
Para acesso à Estação de Brotas, deve ingressar pela passarela do Shopping Bela Vista e BR-324:
Para acesso à Estação do Retiro, deve ingressar pela Rua Baixa de Santo Antônio.
Horário de funcionamento
Conforme informado pela CCR, o metrô irá operar em Salvador, durante a fase assistida, de segunda a sexta-feira. Aos poucos, o sistema irá prolongar o horário de funcionamento. No mês de junho, o transporte irá atender a população das 12h às 16h; em julho das 10h às 16h; agosto das 9h às 16h; e em setembro, das 8h às 16h.
Copa do Mundo
Nos dias dos jogos da Copa do Mundo, somente terão acesso ao metrô portadores de ingressos para as partidas. A entrada será gratuita. "Durante jogo da Copa, existe um esquema especial. Nos dias de jogos, o metrô começa a operação cinco horas antes e termina três horas após o jogo para pessoas que foram cadastradas e pegaram a pulseirinha com direito ao uso do metrô", disse Harold Peter, presidente da CCR.
Morte ocorreu na área operacional dos vagões. (Foto: Reprodução/TV Bahia) 
Morte ocorreu na área operacional dos vagões
(Foto: Reprodução/TV Bahia)
Morte em obra

No dia 29 de maio, um operário das obras do metrô, o sul-coreano Kim Jong Pyo, morreu após choque próximo à Estação Acesso Norte, localizada na Rótula do Abacaxi.
Na ocasião, a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/BA) informou que análises preliminares indicaram que o homem pode ter morrido por falha no próprio equipamento ou nos procedimentos estabelecidos pela empresa. O Ministério Público do Trabalho (MPT-BA) instaurou um inquérito para apurar as causas da morte do sul-coreano.
De acordo com Harold Peter, o acidente não afeta o andamento das obras, nem irá alterar a data de início da operação do sistema. "Não tem trecho interditado. O trem no qual ocorreu o acidente está sendo investigado, está sendo feita a devida perícia e ele está parado. O restante todo está em operação normal", garante o presidente, que afirma também que o caso não provoca riscos para os usários.
"O acidente foi uma fatalidade na manutenção de um trem, com um técnico especializado no assunto. A forma de ocorrência daquele acidente não tem qualquer risco para o usuário, uma vez que se trata de uma área fechada, que não tem como um usuário passar por lá", acrescenta.

metrô_salvador_06 (Foto: Ruan Melo/G1) 
Metrô de Salvador está há mais de 14 anos em
obras (Foto: Ruan Melo/G1)
Histórico

O metrô de Salvador começou a ser construído no ano 2000 e deveria ter ficado pronto em 2003. A Linha 1 foi projetada para ter 12 quilômetros, ligando o centro de Salvador ao bairro de Pirajá, mas só 7,3 quilômetros estarão prontos até o início da Operação Assistida.
Em abril de 2013, o Governo da Bahia assumiu a gestão do metrô de Salvador, que até então, era da Prefeitura Municipal.
Mesmo com o início da operação, a Linha 1 do metrô não está concluída. O Governo da Bahia prevê ainda a entrega das estações de Bom Juá e Pirajá, que completam a Linha 1, em janeiro de 2015. Já a Linha 2, que vai até o Aeroporto Internacional de Salvador, deve ser finalizada até abril de 2017.
De acordo com o Governo da Bahia, ao todo, o Sistema Metroviário terá investimento de R$ 3,6 bilhões, sendo que R$ 1,4 bilhão da CCR, R$ 1,2 bilhão do Governo Federal e R$ e R$ 1 bilhão do Governo Estadual.

metrô_salvador_03 (Foto: Ruan Melo/G1) 
Estação Acesso Norte foi visitida por governador nesta quinta-feira (Foto: Ruan Melo/G1)
metrô_salvador_02 (Foto: Ruan Melo/G1) 
Centro de Controle Operacional funcionará 24h por dia (Foto: Ruan Melo/G1)
metrô_salvador_07 (Foto: Ruan Melo/G1) 
Passageiros poderão fazer percurso até a Estação da Pólvora a partir do dia 11 de junho (Foto: Ruan Melo/G1)
 

 

0 comentários: